BONITO / MS

31�

21�

quarta, 27 de outubro de 2021

quinta, 26 de agosto de 2010

Nota de Esclarecimento: Caça a Onça

“Caça a onça vai ser liberada”

Na íntegra, Nota de Esclarecimento recebida pelo Sr. Silvio Marchini - Coordenador, Programa de Conservação do Pantanal, Programa Brasil

NOTA DE ESCLARECIMENTO

Em vista da matéria publicada nesta segunda-feira (29 de março de 2004) pelo Correio Rural com o título “Caça a onça vai ser liberada”, a Sodepan e a Associação para a Conservação da Vida Silvestre (WCS) esclarecem que:

1.      No último dia 18 de março, membros da Sodepan e da WCS se reuniram pela primeira vez para discutir as oportunidades de cooperação entre as duas instituições. A reunião marcou o início do diálogo entre as duas instituições, o que eventualmente poderá resultar na formalização de uma parceria. Portanto, não existe, no momento, uma parceria formal entre Sodepan e WCS. 
2.      Um importante interesse comum entre Sodepan e WCS é o problema do ataque de onças pintadas ao gado doméstico. Portanto, o pauta principal da reunião foi a discussão de métodos para minimizar tal problema.
3.      A WCS propõe a implementação de melhores práticas de produção pecuária para aumentar os lucros dos produtores e, conseqüentemente, minimizar as perdas ocasionadas pelas onças. As recomendações de manejo da WCS se baseiam em informação científica acumulada ao longo de anos de pesquisa, combinada com a constante troca de experiência com os fazendeiros locais. A WCS espera contar com o apoio da Sodepan justamente para expandir e aprofundar essa troca de experiências com os fazendeiros. 
4.      Como divulgado no press release da Sodepan no último dia 19 (www.sodepan.org.br), Sopedan e WCS concordaram em ter uma pesquisadora da WCS visitando as fazendas com problemas de ataque de onça ao gado para coletar informações pertinentes e, com base nessas informações, fazer recomendações de manejo específicas para cada fazenda no sentido de minimizar o problema dos ataques.  
5.      O press release também relata que a Sodepan, por sua vez, apresenta duas propostas a serem estudadas: o pagamento de indenização aos fazendeiros pelos animais mortos e o desenvolvimento do turismo cinegético, ou seja, a caça controlada com a criação de um fundo no qual parte do dinheiro arrecadado com este tipo de turismo é reinvestida na preservação da onça para que a caça não extermine o animal.
6.      Durante a reunião, a WCS expressou sua opinião de que para que a caça esportiva da onça seja uma opção viável de conservação e uso sustentável deste importante recurso para o Pantanal, é preciso muito mais infra-estrutura e informação, além dos instrumentos legais. A WCS considera que este assunto deve ser discutido amplamente entre todos os atores na região, embora sua prioridade nesse momento seja trabalhar em outros aspectos da relação entre fauna – incluindo a onça pintada – e os setores produtivos da região, em particular a pecuária. Quanto ao pagamento de indenização aos fazendeiros, a WCS vem observando a implantação deste instrumento na região e em outras partes do mundo para determinar sua viabilidade para as áreas onde opera. Até agora, porém, não existem dados suficientes para afirmar se este instrumento é ou não efetivo para a conservação da biodiversidade ao longo prazo.
7.      A WCS trabalha em colaboração com muitas outras organizações públicas e privadas, nacionais e internacionais, que compartilham seus objetivos, respeitando a sociedade, a cultura, o meio ambiente e a economia da região. Sendo assim, a WCS não está sozinha nesse esforço.
8.      Sodepan e WCS não fizeram afirmações sobre o tamanho da população de onças no Pantanal.  A WCS, como instituição de pesquisa científica envolvida com o estudo da onça pintada no Pantanal desde 1977, reconhece a falta de informação sobre o tamanho da população de onças na região. 
9.      Em suma, enquanto Sodepan e WCS conversam sobre métodos para resolver o problema do ataque de onças ao gado doméstico e buscam por pontos comuns entre suas prioridades de ação, a liberação da caça à onça no Pantanal não está na iminência de acontecer, como a matéria publicada neste jornal faz parecer. 

COLUNISTA

Paula Battassini

paula@portalbonito.com.br

Paula Sant'Anna Battassini, Bióloga e guia de atrativos turísticos naturais, trabalha na Associação Amigos do Brazil Bonito como diretora de projetos.

COMENTÁRIOS

Site desenvolvido por: