BONITO / MS

31º

21º

segunda, 26 de junho de 2017

Teatro

NÚCLEO TEATRAL DE BONITO 


Apresentação

O Núcleo Teatral de Bonito foi criado em setembro de 2002 a partir da iniciativa da atriz e diretora de teatro Andréa Freire, graduada e pós-graduada em Artes Cênicas pela Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Para as oficinas de Formação e Consolidação do Núcleo Teatral, a atriz e diretora contou com o patrocínio do Fundo de Investimentos Culturais da Secretaria de Estado da Cultura, Esporte e Lazer do Governo Popular de Mato Grosso do Sul e com o apoio do Espaço Cultural Brazil Bonito, do Projecto Vivo, da Pousada Remanso, da Ygarapé Tour , Restaurante Tapera e Prefeitura Municipal de Bonito

Participam 25 pessoas, as quais foram selecionadas por meio de testes e entrevistas, dentre 72 que se inscreveram para o projeto.

O Núcleo é muito representativo da pequena e famosa comunidade, lá estão duas vezes por semana, todos juntos: estudantes, donas de casa, donos de passeios turísticos, servidores públicos, comerciantes, universitários, guias e profissionais liberais. As idades variam entre 12 a 65 anos. O grupo é heterogêneo e têm curiosidades como o encontro de gerações de uma mesma família, a avó, o neto , a filha, o filho, os irmãos e o sobrinho interpretando juntos a comédia.

“O Núcleo de Teatro de Bonito é resultado do compromisso de investir esforços, com responsabilidade, e realizar um trabalho que subsidie, que ajude a criar e consolidar grupos de teatro em Mato Grosso do Sul” diz a diretora Andréa Freire.

Em dezembro de 2002, no I Festival da Guavira, o Núcleo estreou sua primeira montagem com a peça O MOÇO QUE CASOU COM MULHER BRABA.


Apresentações em 2003:

- Congresso Estadual de Educação, promovido pela Federação de Professores do Estado;

- Circo Mágico Globo, durante temporada realizada em Bonito;

- Salão Paroquial de Bonito, inserido na programação da Semana da Cidadania;

- Na 4a. edição do Festival de Inverno de Bonito;

- Nas comemorações do aniversário de Bonito em 2003;

- Na programação comemorativa dos 26 anos de Mato Grosso do Sul, a convite da Fundação de Cultura de MS, em Campo Grande, no Parque Airton Sena, no Aerorancho, e no Parque Jacques da Luz, nas Moreninhas, respectivamente.


A Peça - O Moço que Casou com a Mulher Braba


Esse conto espanhol do ano de 1300, foi adaptado pelo Núcleo para a região da fazenda do Rincão Bonito, anos 70. Trata-se do casamento de um moço com uma moça muito mais rica; mas ele não se atreve a realizar o matrimônio porque tem um receio: a tal moça é a mais forte e braba coisa que existe no mundo, tão ruim de gênio que não há marido que queira ficar com ela. Essa é a história do moço que casou com mulher braba, e da arte que teve para dominá-la desde o momento em que se uniram.

Essa história foi imortalizada por Shakespeare, que se baseou nela para escrever o clássico A MEGERA DOMADA.

A concepção visual é construída com material reciclado. O cenário é revestido com papel reciclado e produzido pelos integrantes do Núcleo.

Site desenvolvido por: