BONITO / MS

31º

21º

terça, 17 de outubro de 2017

Sabedoria Popular: Provérbios Relacionados à Culinária

 - O melhor bocado não é de quem faz, é de quem come.

- Por fora, bela viola, por dentro, pão bolorento.

- O apressado come cru.

- É de pequeno que se torce o pepino.

- Ai, morena, não fui eu quem dormiu na sua cama,
Papagaio come milho, periquito leva a fama.

- Quem gosta do meu filho, a minha boca adoça.

- Quem nunca comeu melado, quando come se lambuza.

- Farinha pouca, meu pirão primeiro.

- Estou comendo o pão que o diabo amassou.

- Pimenta no olho do outro é refresco.

- Quando Deus dá a farinha, o diabo fecha o saco.

- A conversa ainda não chegou à cozinha.

- É no frigir dos ovos que a manteiga chia.

- Quem guarda o pirão, chama o ladrão.

- Cada um puxa a brasa para a sua sardinha.

- Em briga de marido e mulher, que ninguém meta a colher.

- É preciso saber comer o mingau pelas bordas.

- A fome é má conselheira.

- Em casa onde não há pão, todos brigam e ninguém tem razão.

- A galinha do vizinho é sempre mais gorda.

- Come-se angu, arrota-se angu.

- A batata está assando, ninguém perde por esperar.

- Quem comeu a carne, que roa os ossos.

- Toda araruta tem seu dia de mingau.

- Acabou-se o que era doce, quem comeu, arregalou-se.

- Quem se faz de mel, as abelhas picam.

- O que não mata, engorda.

- O pão jamais cai com o lado da manteiga para cima.

- Pão, pão, queijo, queijo.

- Cautela e canja de galinha não fazem mal a ninguém.

- Nem só de pão vive o homem.

- Meio-dia, panela no fogo, barriga vazia.

- Vim aqui para socar o milho, não para quebrar o pilão.

- Mangia che ti fá bene.

- O peixe é para o fundo das redes, segredo é para quatro paredes.

- Não quero saber se o pato é macho, eu quero é quebrar o ovo.

- À boda e ao batizado, não vá sem ser convidado.

- Não vá com tanta fome à carne, nem com tanta sede ao pote.

- É hora de colocar a mão na massa.

- Dize-me o que comes, e te direi quem és.

- Caldo requentado e amigo reconciliado nunca dão bom bocado.

- Em terra onde não há carne, espinha de peixe é lombo.

- Saco vazio não pára em pé.

- Ovos e juras são feitos para quebrar.

- Um, dois, feijão com arroz
Três, quatro, feijão no prato
Cinco, seis, molho inglês
Sete, oito, comer biscoito
Nove, dez, comer pastéis.

- A vingança é um prato que se come frio.

- Filho de peixe, peixinho é.

- O olho é maior que a barriga.

- Muita farinha para o meu angu.

- São farinhas do mesmo saco.

- Assoviar e chupar a cana ao mesmo tempo.

Site desenvolvido por: