BONITO / MS

31�

21�

quarta, 20 de outubro de 2021

quinta, 26 de agosto de 2010

Bonito dos alóctones

Bonito dos alóctones - Melhor seria dos autóctones

Esta na hora, ou quase passou da hora.

Tem-se que formar e usar, preferencialmente, os diversos serviços profissionais, por exemplo, como agentes e guias de turismo, etc., os LOCAIS, seguindo-se a tendência mundial da melhor e mais justa política ambiental, ou seja da SUSTENTABILIDADE, também no aspecto social e cultural, com o uso de fontes vindas da raiz.

O não respeito à esta ação, levará aos "autóctones" (vale aqui o que se chama de: bicho da terra), uma horrível constatação de perda total do seu espaço, da sua cultura, do seu conhecimento, do seu valor, não servindo portanto como elo de ligação entre seus antecedentes e descendentes.

Nota-se o uso, em maior número, de profissionais do turismo, vindos de outras paragens, os "alóctones", com usos, costumes, vícios e culturas diferentes, embora muitos deles tentem e até mesmo tenham se enquadrado inteiramente aos locais. Mas isso é pouco, muito pouco.

De início considerou-se viável o aproveitamento, e muito mais rápido, do preparo profissional dos "de fora" tanto técnico e estratégico, como de linguística, (inglês-frânces), para o trato aos estrangeiros. E isso resultou na rápida implantação de um sistema rígido, (seria?) visando o uso e exploração dos recursos ambientes naturais e específicos da região. Paralelamente, algumas gerações locais se passaram, se foram.

Agora já se faz tarde ou quase tarde

Deve-se pensar, formar e usar os autóctones, repassando essas novos técnicas, mas respeitando-se a cultural e as memórias dos nativos.

# Afinal só se respeita o que se conhece e preserva-se aquilo que lhe dá e se tem valor. A recíproca é verdadeira.

Vamos bonitenses, autóctones e alóctones.
Vamos aplicar a SUSTENTABILIDADE em todos os seus ângulos.

COLUNISTA

Helcias de Pádua

helcias@portalbonito.com.br

Professor Helcias Bernardo de Pádua, Biólogo-C.F.Bio 00683-01/D; Conferencista em "Qualidade das águas"; Especialista em Biotecnologia-C.R.Bio 01; Analista Clínico - Hosp.Clínicas SP; Professor de Biologia e Ciências-L-94.718-DR 5 - MEC, desde 1975; Consultor, professor e colunista; Memorista-AGMIB/Assoc. Grupo de Mem. do Itaim Bibi/SP; Graduando em Jornalismo/FaPCom

COMENTÁRIOS

Site desenvolvido por: