BONITO / MS

31�

21�

quarta, 27 de outubro de 2021

quinta, 26 de agosto de 2010

Turismo Regionalizado na Bodoquena

Regionalização Turística na Serra da Bodoquena

O ano de 2005 está se apresentando como um ano importante no que se refere a políticas públicas nacionais de  turismo, apontando para novos rumos de profissionalização e seriedade nesta área econômica. As instâncias municipais de governança começam a entender melhor conceitos como “posicionamento de mercado” e “qualidade de produtos e serviços turísticos”. Lembrando que o Poder Público não deve ser paternalista, deve, ao contrário, mostrar a realidade de um mercado extremamente competitivo, sazonal e diretamente ligado a características subjetivas como “bem-estar” e “status”, por exemplo. Neste sentido a capacitação através de treinamentos, cursos, palestras e seminários é fundamental na ação de despertar nos empreendedores ligados ao turismo – principalmente do interior do Brasil - um senso mais profissional sobre o mercado.

A proposta que os projetos e as políticas públicas de turismo devem trabalhar é aquela voltada ao fortalecimento profissional e institucional dos profissionais do turismo espalhados pelo Brasil. Um turismo forte se faz com profissionais.

Assim sendo é importante ressaltar o Programa Roteiros do Brasil, que trabalha a Regionalização Turística no Brasil, parece estar funcionando muito bem, quando consideramos os avanços conseguidos na região das cidades de Bodoquena, Bonito e Jardim – a agora conhecida região da Serra da Bodoquena.

Estes três municípios estão juntos no Conselho Regional de Turismo da Serra da Bodoquena – CONTURB e na construção do Programa de Gestão Estratégica Orientada para Resultados – GEOR da Serra da Bodoquena. O objetivo destas ações integradas é o fortalecimento do turismo na região, aumento da permanência dos visitantes e diminuição dos impactos negativos da baixa temporada nos municípios. As cidades de Bodoquena, Bonito e Jardim estão trabalhando para a exposição e o fomento à comercialização através da divulgação conjunta de seus produtos e serviços turísticosl; tendo inclusive, já lançado um folder institucional conjunto.

O GEOR da Serra da Bodoquena tem a participação integrada de instituições como SENAC-MS, SEBRAE-MS, Fundação de Turismo de Mato Grosso do Sul – FUNDTUR, Instituto de Ensino Superior da FUNLEC – IESF, as respectivas Prefeituras e técnicos do PRODETUR-SUL. Todos com uma meta comum: buscar o desenvolvimento socioeconômico da região, fortalecendo as instituições e dinamizando o Destino Turístico da Serra da Bodoquena.

Ações importantes porque propiciam uma aproximação entre as Prefeituras (principalmente as secretarias de turismo) das cidades envolvidas, instituições de ensino, órgãos estaduais e federais ligados aos turismo e instituições como SEBRAE e SENAC. Essa aproximação permite uma articulação ágil entre os atores e naturalmente une os focos de cada um deles em benefício mútuo.

Em Bonito, dia cinco de agosto, ocorreu uma reunião de monitoramento do GEOR da Serra da Bodoquena e outra do CONTURB para definições internas. Um marco que deve ser registrado apesar de todas as dificuldades logísticas e até mesmo de concretização das ações, uma vez que estamos falando da parceria de diferentes instituições cujas missões e visões diferem. Lembrando ainda que parcerias exigem dedicação, altruísmo e seriedade.

Ressaltamos que o Conselho Regional de Turismo – CONTURB, tem cadeira no Fórum Estadual de Turismo do Mato Grosso do Sul, e atua como um fórum de discussão regional do turismo que tem o objetivo de tornar-se uma governança intermunicipal para assuntos que visem o desenvolvimento turístico integrado da região. Neste sentido deve-se considerar as mesmas características que são exigidas nas parcerias para os conselhos, ou seja, dedicação, altruísmo e seriedade dos participantes.

Políticas públicas referem-se a investimentos tangíveis e intangíveis e, além disso trabalham com resultados a médio e longo prazo – neste sentido transformar o turismo no Brasil em uma economia forte é uma tarefa árdua e dependerá do amadurecimento de nossos empreendedores públicos e privados.

Maiores Informações: www.sigeor.sebrae.com.br e ou smtur@bonitonline.com.br.

COLUNISTA

Ana Cristina Trevelin

ana@portalbonito.com.br

Administradora, pós-graduada em Gestão e Manejo Ambiental, com cursos extra-curriculares nas áreas de turismo, meio ambiente e empreendedorismo. Consultora para Gestão e Planejamento em Turismo através da Bionúcleo – Gestão Ambiental e Empresarial e membro docente do IESF/UNIGRAN, nos Cursos de Administração Rural e Turismo.

COMENTÁRIOS

Site desenvolvido por: