BONITO / MS

31º

21º

sexta, 24 de março de 2017

Associação dos Mergulhadores de Águas Interiores do Brasil

Dados da Organização

Nome da Organização: Associação dos Mergulhadores de Águas Interiores do Brasil
SIGLA: AMAB
Endereço: Rua General Osório, nr. 860 – 2º andar – Centro Bonito – MS CEP: 79290-000
e-mail: contato@amam.org
site oficial: http://www.amab.org.br/

Responsável pela organização:

Nome: João Batista do Nascimento
Função: Presidente

Projeto:

Procura identificar de forma clara que este é uma associação para discutir os assuntos pertinentes aos mergulhadores que atuam em água doce no país indiferente de sua nacionalidade ou de onde esteja localizado este ponto de mergulho, visto que esta tem particularidades e pontos com singularidades que diferenciam o país e a própria atividade nestes locais.

Ressaltamos que o nome esta se referindo a águas interiores, tendo em vista as particularidades dos mergulhos em águas interiores no país e o que este projeto e esta associação tem por objetivo discutir. Pode ser justificado pelos diversos tipos de ambiente que envolve a atividades de mergulho e a complexidade de situações que o mergulhador está sujeito.

Apresentação:

Podemos afirmar que este projeto é resultado da reflexão dos mergulhadores, alunos e turistas que passaram pela escola de mergulho, localizada na cidade de Bonito, e principalmente com os mergulhadores da região, sobre o que fazer para poder ajudar a construir padrões de comportamento e instrumentos para regularização da atividade de mergulho realizada em águas interiores do país.

Retornando da viagem realizada a região do caribe na América Central em Agosto de 2005, como parte integrante do projeto Excelência em Turismo, coordenado pela Associação Brasileira das Operadoras de Turismo - BRAZTOA, com o apoio do Ministério do Turismo, Instituto Brasileiro de Turismo – EMBRATUR e Serviço Brasileiro de Apoio a Micro e Pequena Empresa – SEBRAE; o mergulhador Nascimento da escola de mergulho do município, única em fevereiro de 2006, começa a elaborar um esboço deste projeto.

Com a participação neste projeto e inúmeras discussões com os profissionais de mergulho sobre a atual situação dos pontos de mergulho no país, a atuação dos profissionais locais na atividade, envolto no clima de normatização da atividade de turismo de aventura, o qual o senhor Nascimento faz parte das discussões promovidas pela ABNT na cidade, o mesmo apresenta esta proposta visando contribuir com a área.

Histórico:

Este projeto é resultado da análise das associações similares da área de mergulho identificadas e analisadas na América Central, bem como outras associações de profissionais existentes e atuantes no Brasil há vários anos e as discussões promovidas pelas mesmas para o engrandecimento da área, como a OAB, CREA, entre outras...

Os mentores deste projeto têm a consciência da magnitude ocupada pelas associações citadas acima, em suas respectivas áreas, para citar que o princípio que envolve as mesmas e o mesmo em que ele se pauta para elaboração deste projeto, com a constante preocupação de proporcionar uma real abrangência e efetiva participação dos interessados.

Durante as discussões para elaboração deste documento e efetivação da referida Associação, tiveram ciência os mergulhadores envolvidos no projeto da preocupação da ABNT em discutir com algumas certificadoras normas para a atividade de mergulho que só engrandece este trabalho por ver que há possibilidade de criar um instrumento para estabelecer parâmetro sobre esta prática, tão importante para o país que é a atividade de mergulho em águas interiores.

Objetivos:

Segue abaixo os objetivos da referida associação, descrito e registrados no referido estatuto da entidade:
a- desenvolver e dar apoio às atividades científicas, de pesquisa, de assessoramento e capacitação profissional a mergulhadores de águas interiores;
b- auxiliar as organizações publicas e privadas a normatizar e padronizar a operação de mergulho recreacional em águas Interiores realizada no território nacional;
c- incentivar a contratação de mão de obra local em operações comerciais de mergulho em águas interiores no pais;
d- promover e defender o interesse mútuo dos associados;
e- promover e participar de cursos, conferências, seminários e reuniões técnico-científicas;
f- fomentar a pesquisa e o aperfeiçoamento científico, inclusive mediante colaboração com outras instituições;
g- incentivar a publicação de livros, revistas, jornais e organizar acervo científico;
h- contribuir nos estudos de assuntos técnicos e a elaboração de normas, padrões e trabalhos científicos de interesse para a prática profissional de seus associados;
i- promover o intercâmbio com profissionais , entidades congêneres e universitárias no país e no exterior;
j- prestar serviços de assessoria e consultoria técnico-científica para instituições de natureza pública e privada, contratando profissionais qualificados para tal quando for necessário;
k- ministrar cursos de especialização, técnicos, de sensibilização, de extensão universitária e pós-graduação, obtido o respectivo credenciamento e autorização pelo órgão governamental competente;
l- engrandecer institucionalmente a pratica do mergulho em águas interiores no Brasil;
m- defender seus interesses próprios, e os de seus associados, representando-os judicial ou extrajudicialmente, ativa ou passivamente;
n– contribuir para sensibilização e orientação para formação de mergulhadores conscientes de sua responsabilidade ambiental, cultural, social e econômica;
o- promover debates e reuniões entre todos os níveis de profissionais de mergulho, brasileiros ou domiciliado no Brasil para que deliberem em conjunto sobre:
I. questões pertinentes ao exercício profissional do mergulho em águas interiores, em sua mais ampla acepção;
II. Ia proteção dos seus legítimos e justos interesses e direitos profissionais, individuais e de classe;
III. a conveniente divulgação de realizações sócio-culturais e ambientais que possibilitem a melhor compreensão e utilização públicas ou particulares dos pontos de mergulhos de águas interiores identificados no Brasil;

Metas:

Buscar atingir a totalidade dos mergulhadores de águas interiores local, associados em 6 meses e elevar a o percentual de mergulhadores de águas interiores do país em 20% a cada 12 meses, até atingir o mínimo de 80% do total de mergulhadores de águas interiores do país, em 5 anos.

Parceiros:

A associação irá buscar parceria com as certificadoras atuantes no território nacional, reconhecidas internacionalmente pelo meio, bem como junto a entidades como a DAN, e todas as outras entidades públicas e privadas que desenvolvam alguma atividade na área de mergulho.

Filosofia:
Atuar dentro dos preceitos éticos para com todos os seres vivos e ambientes freqüentados em todos os tipos de relações, que venha a desenvolver qualquer tipo de atividade ativa ou passivamente.

Recursos:

Tendo em vista as condições que a AMAB se inicia e o apoio de que a mesma necessita para sua efetiva implantação, até o momento para que possa ter autonomia financeira e operacional , os recursos Humanos, Operacionais e Materiais necessários serão supridos dentro da medida do possível pela Dive Bonito Ltda. ME, sendo que, ao final dos anos civis, a mesma – enquanto permanecer neste endereço – prestará conta aos associados conforme previsto no Estatuto; visando dirimir todas e quaisquer dúvidas sobre este ponto.

Proposta de Atuação:

A AMAB propõe para realização de seus objetivos, visando dar suporte as futuras ações atuar em parceria com as seguintes organizações:

o atuar em parceria com as certificadoras de mergulho nos locais de mergulho em águas interiores do país;
o atuar em parceria com as entidades públicas e privadas nos locais de mergulho em águas interiores;
o atuar em parceria com os mergulhadores que desenvolvem atividades em águas interiores do Brasil;
o atuar em parceria com os proprietários de empreendimentos que possuam em suas propriedades pontos de mergulho de águas interiores do Brasil;

Retorno:

O retorno para a AMAB é a adequada prática da atividade de mergulho em águas interiores no Brasil, seguindo as normas internacionais de segurança e respeito a todas as partes envolvidas na prática destas atividades, e as normas nacionais e internacionais pertinentes a atividades e outras que por ventura venham a ser instituídas no país.

Site desenvolvido por: